Notícias

Dia Mundial do Câncer: Data para reforçar a importância de adoção de hábitos saudáveis e do diagnóstico precoce no controle da doença

20/02/2019


Quatro de fevereiro é o dia indicado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para ser lembrado como o Dia Mundial do Câncer. Criado em 2005 pela União Internacional para o Controle do Câncer (UICC), o objetivo é marcar um dia para que a população mundial esteja atenta a essa doença que vem atingindo cada vez mais pessoas, fazendo com que haja um aumento da consciência e educação sobre ela, visando evitar mais mortes pelo câncer.

Segundo estimativas da OMS, no ano 2030 são esperados 27 milhões de casos incidentes de câncer, 17 milhões de mortes por câncer e 75 milhões de pessoas vivas, anualmente, com a doença. Já no Brasil, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) indica que em 2019 o nosso país deve registrar um número de 600 mil novos casos de câncer, sendo o câncer de pele não melanoma o mais frequente no país, seguido pelo câncer de próstata, para homens, e o de mama, para mulheres.

Os dados atuais sobre a doença nos indicam que é necessário dar uma atenção maior para esse assunto em nossas vidas. Os estudos comprovam que a principal arma contra o câncer é a detecção precoce da doença. Para que isso aconteça é necessário estar sempre alerta a própria saúde e aos sintomas que o corpo mostra, eles são os sinais que algo no organismo não está bem. O ideal, segundo oncologistas, é fazer um check up médico geral pelo menos uma vez ao ano para que aconteça a realização periódica de vários exames clínicos, de imagem e laboratoriais com o objetivo de avaliar o estado geral de saúde e diagnosticar precocemente alguma doença que ainda não tenha manifestado sintomas. Os médicos também indicam procurar um especialista caso apareçam sinais como caroços, sangramentos sem motivos aparente, mudança no aspecto da pele e dores. Lembrando que cada tipo de câncer desenvolve sintomas diferentes e estes sinais nem sempre fornecem pistas suficientes para que o médico possa ter certeza do que está causando a doença. Podem ser necessários exames complementares como os de imagem, exames de sangue ou ainda uma biópsia.

Outro fator que vem se mostrando um aliado na luta contra o câncer é o desenvolvimento de hábitos saudáveis que devem ser incorporados as nossas rotinas. Uma nutrição balanceada, baseada em uma dieta rica em alimentos naturais como frutas, legumes, verduras, cereais integrais, feijões e outras leguminosas, evitando comidas congeladas prontas para consumo, ultra processados e industrializados, junto com a prática frequente de exercícios físicos ajuda a manter o peso corporal adequado, evitando a obesidade, característica que se apresenta como um fator que aumenta o risco de câncer. Segundo a OMS, o aumento de peso desencadeia processos no organismo que podem explicar a relação entre obesidade e o câncer: inflamação crônica do corpo, desregulação da morte das células, aumento da secreção de substâncias pró-inflamatórias, aumento de vasos sanguíneos, excesso de gordura abdominal, mudança na microbiota intestinal, maior secreção de insulina e elevação dos níveis de hormônios sexuais.

Ter hábitos saudáveis na rotina também auxiliam as pessoas que já foram diagnosticadas com algum tipo de câncer. Uma alimentação adequada, acompanhada por um nutricionista, ao longo de um tratamento oncológico, auxilia na prevenção de quadros como baixa de imunidade, no preparatório para procedimentos cirúrgicos ou clínicos e na reação do organismo ao tratamento, entre outras vantagens. Já o exercício físico promove o equilíbrio dos níveis de hormônios, reduz o tempo de trânsito gastrointestinal e fortalece as defesas do corpo. O ideal é reservar um tempo na rotina para se dedicar a uma atividade física e também mudar pequenos

hábitos como caminhar ou ir de bicicleta para o trabalho, se for possível, e subir pelas escadas em vez de usar os elevadores, por exemplo.

É importante destacar também que as notícias falsas, as famosas “fake news”, podem atrapalhar diagnósticos e tratamentos do câncer. Com os avanços da internet, muitas informações se apresentam de forma acessível para que qualquer pessoa possa ter contato com elas. Porém, é necessário verificar a veracidade de muitos conteúdos que circulam na web, principalmente quando ao assunto é saúde. Diariamente os médicos precisam lidar com o desafio de mostrar ao paciente que muito do que eles leem na internet não é verdadeiro e alguns tratamentos vendidos como inofensivos, como dietas restritivas e uso de chás, podem não apenas ser ineficazes como também podem trazer efeitos colaterais para o tratamento médico. É fundamental sempre checar a fonte da notícia. Informações adquiridas a partir de sites de hospitais de referência são mais confiáveis. Além disso, ao encontrar qualquer sintoma é necessário buscar imediatamente um especialista e não acreditar rapidamente em todas as fontes de uma pesquisa na internet.

A grande reflexão que a data do Dia Mundial do Câncer nos trás é que é necessário mantermos hábitos saudáveis alinhando sempre com uma postura de atenção aos exames periódicos. Seja para homens ou para mulheres, é necessário estar em dia com os exames indicados pelo clínico geral, que variam de acordo com a faixa etária, o histórico familiar e as condições de cada pessoa como peso, altura e etc. Quando mais cedo o câncer é diagnosticado maiores são as chances de cura. E, a cada ano, a comunidade científica tem trabalhado para avançar nos tratamentos dos mais diversos tipos de câncer, proporcionando resultados mais rápidos, eficientes, com menos efeitos colaterais e visando sempre uma melhor qualidade de vida para o paciente oncológico.

Grupo Oncologia D'Or

Acreditar
CEHON
Central Clinic
Fujiday
Instituto de Oncologia do Vale
NeoH
Onco Brasília
Oncologia D'or

Desenvolvido por Casa da Criação